Qual a diferença entre um charuto de R$ 20 e um de R$ 600?

0
66

A cigar somelière Carolina Macedo explica o que compõe o preço do produto e como acertar na compra

Ao entrar em um umidor de charutos – local climatizado que armazena e protege o produto das variações climáticas – interessados podem se deparar com uma seleção de centenas de opções. E cada uma contém distintos blends, origens, bitolas e, é claro, valores que variam de R$20 a R$600 a unidade. 

Para a cigar somelière curitibana Carolina Macedo a pergunta é frequente: existe realmente tanta diferença? Ela responde de imediato: sim! Ela explica que apreciar a diversidade de charutos vai além da simples comparação de preços.

“Compreender o charuto exige também uma compreensão da história, do seu propósito e até das excentricidades de cada produto”, destaca ela, que é sócia da Bulldog Tabacaria, na capital paranaense.

“Se mergulharmos em comparações como de um Jamm Gordito com um Romeo y Julieta Wide Churchill, ou um Oliva Melanio com um Joya de Nicarágua clássico, e até mesmo um Dona Flor Seleção com um Dona Flor Ruby, ambos da mesma marca, vamos encontrar singularidades intrínsecas a cada um deles.”

Carolina explica que, para avaliar de forma prática o valor de um produto é necessário considerar o contexto de produção, tempo de mercado e público-alvo. “Existem certos aspectos gerais que desempenham um papel importante na determinação do valor e custo de um charuto no mercado”. 

Para facilitar a compreensão, ela lista alguns fatores determinantes:

Demanda: A ilha de Cuba, com sua região de Vuelta Abajo, produz folhas e charutos cobiçados globalmente. A demanda supera a produção limitada, resultando em preços elevados para quem busca essas preciosidades.

Localização: O trajeto das folhas, seja de Camarões na África ou de Jalapa, até a fábrica em Estelí, Nicarágua, varia significativamente, impactando no custo final.

Fornecedor: Marcas maiores e mais estabelecidas podem ter suas próprias fazendas e fábricas, enquanto outras dependem de fornecedores para suas folhas e expertise na criação do blend.

Tempo: Com uma produção que leva cerca de dois anos, os charutos passam por processos lentos, incluindo fermentação e envelhecimento, exigindo atenção constante à temperatura e umidade.

Tendência e Rendimento: Modas no universo dos charutos influenciam a demanda por folhas específicas, com diferentes características para a produção. A quantidade necessária de folhas também varia, uma vez que algumas folhas podem ter um perda maior ou menor na produção. 

Produção Manual: O serviço manual, desde a semente até o charuto final embalado, além das perdas por defeitos visuais, contribui para o custo final.

“Definir o que é caro ou barato é uma questão delicada, mas, independentemente do orçamento disponível, há sempre opções excelentes para serem descobertas nesse fascinante mundo”, finaliza Carolina.

A Bulldog Tabacaria fica localizada à Rua General Aristides Athayde Jr., 254, no bairro Bigorrilho, em Curitiba. Mais informações são fornecidas pelo telefone (41) 3029-1299 e o WhatsApp (41) 98736-3251.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui