CLASSIFICAÇÃO DOS EVENTOS

0
1084
OTAVIO NETO
Publicitário,
Jornalista
e Apresentador

A Ubrafe, o Sindipron e a Abeoc estão trabalhando juntos na Comissão Extraordinária de Apoio ao Desenvolvimento do Turismo, do Lazer e da Gastronomia pela implantação de uma lei municipal que estabeleça a tipologia dos eventos de negócios de acordo com as normas ABNT. A primeira reunião, realizada no final de abril, foi conduzida pelo vereador Rodrigo Goulart (PSD), presidente da Comissão, e contou com o diretor-executivo da Abrace, Paulo Passos, abordando o tema “Classificação dos Eventos/Feira de Negócios e a norma ABNT NBR 16004”. Esse é um importante avanço para a retomada das feiras, visto que, com a norma, houve uma regulamentação dos eventos, que passaram a ser oficialmente classificados por tipo, porte, abrangência e público. Em relação aos tipos, os eventos podem ser categorizados como assistencial, cívico, cultural, comercial, empresarial, esportivo, folclórico, gastronômico, religioso, social ou técnico. A norma NBR 16004 também estabeleceu a definição de oficina/workshop e de painel.

SERÁ QUE TEREMOS UMA 3ª ONDA DO COVID-19?

Com todo o otimismo do mercado e a necessidade de uma retomada segura, não é de se descartar que tenhamos uma terceira onda de Covid-19 e até outras, até o final do ano, afetando o calendário dos eventos mais uma vez. O fato é que, depois de abril ter sido o mês mais letal de toda pandemia, maio contou com a reabertura do comércio para fomentar as vendas de dia das mães. Se as coisas caminharem dessa forma durante todo o ano, abrindo e fechando, e a vacinação em passos cada vez mais lentos, será preciso agir rapidamente e novamente para equilibrar as contas.

LIVE DE TURISMO

O Programa “Volta Por Cima”, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Smdet), da Prefeitura de São Paulo, convidou Toni Sando para participar de uma live no dia 21 de maio. Toni, Presidente Executivo do Visite SP e Unedestinos infinita sua liderança em marcha da retomada, unindo a iniciativa pública e privada com muita maestria e conhecimento. Junto de Carla Galdeano, coordenadora do Museu Anchieta, e dos secretários Aline Cardoso e Armando de Almeida Pinto, ele falará sobre “Turismo no pós-pandemia”, ressaltando a importância de uma boa comunicação aos turistas sobre os protocolos sanitários que estão sendo adotados pelos estabelecimentos (bares e restaurantes) e pelo profissional de eventos (organizador/ promotor). A live será transmitida pelo Facebook da Smdet, das 18h as 19h.

RETORNO DAS FEIRAS

Prevendo uma retomada positiva após o avanço da vacinação no Brasil, algumas das principais feiras do país já se preparam para acontecer.

A Francal Ablac Show já está agendada para 11 a 13 de agosto de 2021, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo. A nova data da 52ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios, dentro da primeira quinzena de agosto, visa melhor atender o planejamento dos varejistas para as vendas de final de ano e oferecer boas oportunidades de negócios. A Francal também já agendou data para a realização da Escolar Office Brasil no mesmo mês, mas ainda sem divulgação na imprensa. A Apas já tem datas marcadas para outubro no Expo Center Norte. Todas as decisões estão sendo tomadas por atenderem as medidas de redução do número de visitantes, distanciamento social e demais protocolos de proteção contra Covid-19.

APAS 2019
Francal 2019

DIA DOS NAMORADOS

A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) está realizando uma sondagem com as empresas de hotelaria, bares, restaurantes e similares para levantar a expectativa do setor, neste ano, para o Dia dos Namorados. Estima-se que haja uma melhora em comparação a 2020. Entretanto, a retomada do trade é prevista apenas para 2022. Segundo Alexandre Sampaio, presidente da entidade, por meio desta ação, será possível mapear as expectativas do empresariado em diferentes regiões. “O levantamento de dados traz um conhecimento sobre como estão as atividades do setor no Brasil e, por meio dessa medida, podemos adotar estratégias mais contundentes para minimizar os prejuízos gerados pela pandemia da Covid-19”, explica.

Alexandre Sampaio, Presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA)

SPCVB: RUMO À NOVA INDÚSTRIA DE EVENTOS

O Conventions & Visitors Bureaus de São Paulo, Bogotá, Buenos Aires, Lima e Quito Turismo, apresentaram no último dia 14, os resultados da pesquisa “Rumo à nova indústria de eventos”, realizada pela Alianza MICE Sudamerica. O relatório sugere uma recuperação sustentada da indústria de eventos corporativos no médio prazo; exemplo claro disso são 60% das associações, que planejam realizar pelo menos três eventos nos próximos cinco anos. Mas, a reativação do setor também será pelo turismo, com a tendência do bleisure (em inglês business + leisure), ou seja, negócios + lazer. Os seguintes aspectos marcam a tendência que regerá este segmento na nova era pós-COVID: Grupos de 100 pessoas no máximo, duração de 3 a 6 dias, orçamento de USD 1000 por pessoa, tendência para hotéis 5 estrelas.

Apresentação da pesquisa
Cintia Hayashi, Diretora de Eventos Internacionais do SPCVB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui