CNC e Governo Federal unem forças para fortalecer o comércio e serviços do Brasil

72
Da esquerda para a direita, José Roberto Tadros (presidente do Sistema CNC-Sesc-Senac), Geraldo Alckmin (vice-presidente da república e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) e Tadeu Alencar (secretário-executivo do Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte).

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e o governo federal firmaram dois Acordos de Cooperação Técnica (ACTs) com o objetivo de fortalecer o setor de comércio e serviços do Brasil. A iniciativa, que contou com a presença do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, visa a criação de um ambiente mais favorável para o desenvolvimento de negócios e a geração de empregos.

Parceria Estratégica para o Crescimento:

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, destacou a importância da parceria para a formulação de políticas públicas eficazes que impulsionem o crescimento do Brasil. “Celebramos o compromisso de formular propostas de políticas públicas eficazes para o crescimento do Brasil e para um ambiente favorável ao desenvolvimento dos setores representados do comércio de bens, serviços e turismo”, afirmou Tadros.

Eixos Prioritários dos Acordos:

Os ACTs englobam diversas áreas estratégicas para o desenvolvimento do setor, com foco em:

  • Desburocratização e simplificação: Facilitar os processos de registro e abertura de empresas.
  • Acesso a crédito: Ampliar as oportunidades de crédito para micro e pequenas empresas, com foco na redução do spread bancário.
  • Digitalização e inovação: Incentivar a adoção de tecnologias digitais para aumentar a competitividade e a eficiência.
  • Formalização de empreendedores: Apoiar a formalização de microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte.

Ouvir as Necessidades do Setor:

O vice-presidente Geraldo Alckmin enfatizou a importância de ouvir as necessidades do setor para a criação de soluções eficazes. “Queremos ouvir propostas, sugestões, ideias para melhorar a produtividade e atrair mais investimentos, além de gerar o que há de mais importante, que é emprego e renda para as pessoas”, afirmou Alckmin.

Avanços em Inovação e Programas de Apoio:

Alckmin também destacou os avanços em inovação no País por meio de políticas públicas de investimentos do governo federal, como os programas Desenrola e Acredita, essenciais para a recuperação da saúde financeira das pequenas empresas.

Um Novo Impulso para o Comércio e Serviços:

Os acordos firmados entre a CNC e o governo federal representam um passo crucial para fortalecer o setor de comércio e serviços, que é um dos pilares da economia brasileira. As ações conjuntas entre as entidades visam a promover o desenvolvimento sustentável, a geração de empregos e a melhoria da qualidade de vida da população.

Conclusão:

A união de forças entre a CNC e o governo federal demonstra a importância do diálogo e da colaboração para a superação dos desafios do setor de comércio e serviços. A expectativa é que as ações propostas nos ACTs contribuam para um futuro mais próspero e competitivo para o setor, com mais oportunidades para o desenvolvimento de negócios e a geração de empregos.