Agrishow: Turismo de SP lança a marca Raízes do Campo

0
461

O objetivo é impulsionar o fluxo de visitantes e potencializar as vocações dos municípios que integram a região turística Caminhos da Mogiana

A Secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo (Setur-SP) lançou no primeiro dia da maior feira agrícola da América Latina, a Agrishow, a marca turística dos Caminhos da Mogiana, o que inclui posicionamento de mercado, identidade verbal e visual e plano de implementação para os 18 municípios da região de Ribeirão Preto: Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Dumont, Guariba, Jardinópolis, Jaboticabal, Mococa, Monte Alto, Pitangueiras, Pontal, Pradópolis, Ribeirão Preto, Sales Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Serra Azul, Serrana e Sertãozinho.

A região ganhou um vídeo promocional que apresenta os principais pontos turísticos dos municípios, além de um manual com informações estratégicas da marca, com as diretrizes de como disseminar os atrativos turísticos da região entre os visitantes e orientar as práticas de aplicação da marca. As duas iniciativas fazem parte das ações de place branding, como é chamado o processo de construção de uma marca para posicionar de forma competitiva os principais destinos de um lugar, criando vínculos emocionais com seus públicos de interesse.

“A marca vai potencializar as características e as vocações de uma região que está se consolidando como a capital rural de São Paulo”, disse Roberto de Lucena, secretário da Setur-SP ao anunciar o nome da marca: Raízes do Campo para a região turística Caminhos da Mogiana. Servida pelas águas do Rio Pardo, com boa rede hoteleira e gastronomia premiada, a região oferece o aconchego de cidades interioranas, com suas paisagens naturais, ao mesmo tempo em que revela a pujança do agronegócio e da tecnologia, se destaca pelo turismo rural com produção de café, cana-de-açúcar, amendoim, além de estabelecimentos com produção de doces artesanais, linguiças, vinhos, entre outros itens.

O trabalho se estendeu por cerca de seis meses e envolveu consultores da Fundação Instituto de Administração (FIA Consultoria), da equipe técnica da Setur-SP, interlocutores da região, além de gestores de equipamentos turísticos, pousadas, rede hoteleira, restaurantes, guias de turismo e produtores locais. No total, foram ouvidas mais de 250 pessoas, incluindo turistas que visitaram os municípios da região. “O esforço de criação de uma identidade verbal e visual amplia a projeção dos atrativos turísticos e facilita o reconhecimento do público do local, impulsionando ainda mais a atividade turística na região”, afirma Lucena.

Segundo o prefeito anfitrião de Ribeirão Preto, Antônio Duarte Nogueira, a nova marca representa a síntese do que se tem de melhor no turismo da região. “Tenho certeza de que a marca vai nos ajudar a desenvolver novos negócios e mais prosperidade para a região”, afirma o prefeito. O lançamento também contou com a presença do prefeito da cidade vizinha, Sertãozinho, Wilson Fernandes Pires Filho. A Agrishow acontece de 1 a 5 de maio, em Ribeirão Preto (SP).

TURISMO DE SP NA AGRISHOW

Em um pavilhão de 1.200 metros quadrados, os visitantes poderão experimentar e adquirir queijos, cafés, vinhos, produtos de charcutaria, entre outras iguarias típicas de cerca de 60 produtores artesanais paulistas que integram as rotas gastronômicas do Programa Sabor de São Paulo, em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

As novidades não param por aí. Pela primeira vez, o gabinete do secretário deixa sua sede, na capital paulista, para atender prefeituras e demais atores na própria região. Temas como crédito turístico e convênios com os municípios serão tratados presencialmente com a equipe técnica da Setur-SP. Será a primeira edição do gabinete itinerante na região, no dia 3 de maio, iniciativa que aproxima a secretaria dos municípios e leva até eles as principais ações e os programas do estado. “A iniciativa vai trazer agilidade e eficiência, promovendo a descentralização da atividade turística”, afirma o secretário Roberto de Lucena.

Para os interessados em viajar, montar roteiros e conhecer atrativos turísticos do estado, haverá um espaço no pavilhão do Turismo para cada uma das 13 regiões turísticas do estado, como Águas Sertanejas (Barretos), Litoral Norte, Baixada Santista, Entre Rios, Mantiqueira Paulista, Mananciais, Aventura Arte e Negócios, Negócios e Cultura (São Bernardo do Campo), Cuesta Paulista, Rios do Vale (Vale do Paraíba), Roteiro dos Bandeirantes (Itu/São Roque), Tietê Vivo (Araçatuba e região), além da capital e Fundação Itesp, que promove as comunidades quilombolas. Ao todo, são mais de cem municípios.

Uma equipe de profissionais ligados à Setur-SP também programou uma pesquisa com o objetivo de mapear o perfil do público que visita a Agrishow. Os resultados serão levados aos organizadores do evento e compartilhado com o público com o objetivo de alinhar as expectativas dos visitantes – e tornar o evento ainda melhor nos próximos anos. O estudo está sendo conduzido pelo Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), braço de pesquisa da Setur-SP.

O turismo de SP também leva para a feira diversos pratos que fazem parte do programa Sabor de São Paulo, cada um deles feito com produtos artesanais de diferentes regiões do estado. Eles estarão à venda no Espaço Gourmet das 11h30 às 14h30. No ano passado, a Agrishow recebeu 193 mil visitantes e movimentou 11 bilhões em negócios, a partir de 800 marcas expositoras e 520 mil Km de área.

No fim da tarde, o secretário Roberto de Lucena participou da Convenção de Empreendedorismo, Trabalho e Renda do Campo e Cidade, promovido pelo Senar-SP e Sebrae, ao lado de Ronaldo Nogueira, do Republicanos; Tirso Meirelles, vice-presidente da FAESP/SENAR e do Sebrae SP; e de uma plateia que acompanhava a feira. Junto com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP, o Itesp, a Faesp e o Sebrae, o turismo de SP trabalha para que o agroturismo seja consolidado como um vetor de desenvolvimento.

TURISMO RURAL E GASTRONOMIA

Os destinos de Turismo Rural estão entre os segmentos mais procurados pelo viajante desde o início da pandemia por promover atividades ao ar livre e sem aglomeração. Avança cerca de 30% ao ano, segundo estudo do Sebrae, em parceria com a PRB Consultores Associados e Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural. O segmento caminha lado a lado com a gastronomia, que projeta São Paulo a um dos principais destinos turísticos do mundo.

 A culinária regional e os atrativos rurais são muito fortes nessa região, com destaque para Ribeirão Preto, Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Dumont, Guatapará, Jardinópolis, Luis Antônio, Pontal, Pardópolis, Ribeirão Preto, Santa Rita do Passa Quatro, São Simão, Serrana, Serra Azul, Sertãozinho, Guariba, Jaboticabal, Monte Alto, Pitangueiras, Taiúva, Taquaral, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Mococa, Santa Cruz da Esperança, Santa Rosa do Viterbo, Tambaú, Altinópolis, Batatais, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Sales Oliveira e Santo Antônio da Alegria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui